segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Conclusão

Cheguei à conclusão de que, sobre o post anterior, a combinação das duas idéias ali expostas não é nada contraditória, na verdade. Articuladas, até que elas dão conta de explicar alguma coisa sobre o amor nos tempos do cólera...

Um comentário:

Exausto disse...

Veja, as combinações - todas elas - simples e tetricamente tendem ao fiasco.

Com o tempo os genes se rearranjam, por acidentes que podem dar certo ou não. E as espécies simplesmente evoluem. Ou acabam.

O caos aplicado às relações interpessoais (e quase escrevi interpressoais, uh) leva a uma única conclusão plausível, sobretudo pra um preguiçoso, mais ainda a um preguiçoso já cansado: só espere. O tempo sabe.

É só. Nada além de uma questão de tempo.