sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Curto Pavio - o enredo do meu samba

Aí está, pessoal... A letra do meu primeiro samba, para a qual meu camarada Aquiles está compondo a música... Quero saber as opiniões!
Curto Pavio

Acorde,
Venha ouvir estes poucos acordes
Pra dizer que na vida e no samba
Não é tudo agora
Tudo tem sua hora
Futuro não morde

É cantando que eu vou te mostrar
Quem é mesmo de samba não foge
Nem de improviso
Nem de um aviso
Pisar devagar

Quem tem medo de se perder
É quem nunca vai se encontrar

Quem me conhece é que sabe, sou curto pavio
Eu que não fujo da dor, e nem de desvario
Não é dia nublado que vai me apavorar

Não fujo de ondas no mar, nem de curvas no rio
Não temo corte, má sorte, a noite ou o frio
Invento o dia de sol e começo a cantar

Vem ver,
Que o céu clareou, não vai chover
O povo ainda está sambando
Sem qualquer limite
Sem qualquer convite
E assim tem que ser

Acorde logo pra vir olhar
O samba é a majestade descalça
Vem sem permissão
Pisa em qualquer chão
De qualquer lugar

Eu nunca temi me perder
No samba eu vim me encontrar

Quem me conhece é que sabe, sou curto pavio
Eu que não fujo da dor, e nem de desvario
Não é dia nublado que vai me apavorar

Não fujo de ondas no mar, nem de curvas no rio
Não temo corte, má sorte, a noite ou o frio
Invento o dia de sol e começo a cantar

8 comentários:

Joaquim Soriano disse...

Gostei de primeira. Estou apreciando...Depois comento melhor, qdo sentir todos os sons, saboresve cheiros...

Fernando Amaral disse...

Só me faltava essa aos 40... ter uma paixão platônica por uma sambista... faizfavoire....

Gostei. Até assoviei. Beijo.

Marina disse...

Alê,

Gostei!
Muito!

Agora, acho que vc fez dois sambas e não um, sabia?
A ideia do "quem tem medo de se perder nunca vai se encontrar" vai bem a partir do Acorde, e vai com tudo na música em que se fala com alguém, fala do povo, do samba, etc.
Já a parte do curto pavio, vale pra música em que o curto pavio fala de si.
Enfim, acho que dá pra quebrar em dois. É só um palpite.

Ói eu me metendo no samba alheio?!?!

Um beijo,
Marina

Carol Ornellas - Caronella disse...

Fui lendo e tentando imaginar a melodia.
Preciso a beça ouvir esse samba.
Canta pra gente, Alê!

Beijão!

Alessandra disse...

Marina, não tem intromissão! Adoro construção coletiva! :-)

Valeu, todo mundo, pelos comentários, pelo apoio. Olha, assim que estiver musicada, prometo gravar um videozinho caseiro e mostrar pra todo mundo!!!

Carol, vc tb tem que cantar essa. :-)

Beijos imensos.

miltonpantaleao disse...

Muito lindo. Quem diria... ter consciência do pavio curto ajuda na concretitude poética!
Beijo e bota música nessa letra, meu

João Carlos disse...

Lindo samba, Alê. Parabéns, a letra tá bonita demais.
Beijão.

Nessa Gil disse...

Amiga, adorei a letra!!! Parabéns lindona!!